Combinando as cores

Exif JPEGUma boa dica na hora de escolher as cores para o quarto do seu filho é a seguinte: comece pelos tecidos.

É muito mais fácil escolher a cor das paredes e dos acessórios depois de ter os tecidos definidos. Isso porque você pode não encontrar o tecido na tonalidade certa para montar a composição, depois de já ter pintado as paredes.

Por outro lado, encontrar a tinta na tonalidade certa é bem fácil, já que existe uma enorme variedade de cores de tintas e a possibilidade de “montar” qualquer cor nas máquinas.

E nos tecidos, comece pelo estampados ou listrados ou florais, enfim, comece pelo que tem mais cores. Esse será o “carro chefe” da sua decoração.

Partindo de um tecido multicor, fica mais fácil montar a composição, que terá os outros elementos em cores que já aparecem no “carro chefe”.

Compor as cores de um ambiente para algumas pessoas pode ser uma brincadeira relaxante, enquanto para outras pode ser um verdadeiro tormento de dúvidas e incertezas. Isso é muito comum e está relacionado à dificuldade de visualizar a composição antes de executá-la.

Assim, utilizar um conhecimento científico pode tornar mais fácil a escolha das cores.

Calma! Não vamos começar a falar de fórmulas e diagramas.

Vamos utilizar algumas orientações da Teoria da Cor, disciplina que estuda as cores e as formas de aplicação em diversas áreas, muito usada pelos profissionais ligados à arte: designers, publicitários, arquitetos…

Primeiro temos que conhecer o Círculo Cromático.

Com ele fica muito mais fácil visualizar a melhor maneira de combinar as cores.

Nele temos as cores básicas, chamadas de Cores Primárias, as Cores Secundárias que são formadas pela mistura de duas primárias, e as Cores Terciárias, formadas pela mistura de uma primária e uma secundária.

Agora vamos conhecer as maneiras de combinar.

O contraste é a composição que utiliza cores opostas dentro do círculo cromático, ou seja, amarelo com violeta, laranja com azul ou verde com vermelho. O contraste é indicado quando buscamos vivacidade e dinamismo na decoração, mesmo quando usamos tonalidades claras das cores opostas.

A harmonia na composição é obtida quando utilizamos cores que concordam entre si, ou seja, aquelas que aparecem lado a lado dentro do círculo. Desta forma, temos as composições de laranja com vermelho, verde com azul ou amarelo com laranja.

Você pode utilizar apenas uma destas qualidades na sua composição e já obter um ótimo resultado. Ou você pode ousar um pouco mais, tentando buscar o equilíbrio entre estas duas qualidades, onde o contraste estimula e a harmonia evita o cansaço.

Assim, você pode utilizar 3 cores na composição, de maneira que uma delas seja a união entre a harmonia e o contraste: violeta com amarelo (contraste) e azul (harmonia) ou laranja com azul (contraste) e amarelo (harmonia).

Fonte: www.artigonal.com